Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida Extra

Aventuras e desventuras no universo dos videojogos.

Vida Extra

Aventuras e desventuras no universo dos videojogos.

Nintendo faz 130 anos... sim, cento e trinta

É um nome incontornável dos videojogos e, por isso, associada à modernidade da indústria eletrónica. Mas a verdade é que a Nintendo foi fundada a 23 de setembro de 1889. Há precisamente 130 anos.

 

Placa na antiga sede da Nintendo, em Kyoto

Imagem: Placa na antiga sede da Nintendo, em Kyoto. Retirada de https://en.wikipedia.org/wiki/File:Nintendo_former_headquarter_plate_Kyoto.jpg, usada sob licença Creative Commons Attribution 2.5 Generic.

 

Há uma década, quando o portal de jogos do SAPO deu a notícia dos 120 anos da Nintendo, houve uma chuva de comentários a gozar connosco e a chamar-nos incompetentes. 120 anos!?!? Muitas pessoas simplesmente não acreditavam e assumiram que era incompetência dos jornalistas do site.

 

Para uma empresa centenária, a Nintendo tem claramente um ar jovem: ninguém lhe dá a idade que tem. E, de facto, a empresa japonesa continua de plena saúde. Para isso contribui de certeza a sua capacidade de evoluir e se adaptar aos novos tempos. Se a Nintendo começou como fabricante de cartas de jogar, a sua entrada nos videojogos deu-se logo que estes apareceram, ao fabricarem periféricos para a Magnavox Odyssey - a primeira consola de jogos de sempre. A Nintendo lançou a sua primeira consola, a Color TV-Game, em 1977.

 

Ao longo do tempo, muitos analistas têm previsto a morte da Nintendo. Sempre estiveram errados.

 

Por exemplo, quando os smartphones se começaram a afirmar-se como plataformas de jogo, isso foi visto como o prenúncio da morte das consolas portáteis. E quando a Nintendo apresentou a Wii, uma consola com menos poder gráfico que as suas concorrentes e uns comandos que se agitavam no ar, isso foi visto como um sinal de fraqueza e admissão de derrota da Nintendo face às consolas rivais.

 

A Wii acabaria por vender mais de 100 milhões de unidades, tornando-se a terceira consola doméstica mais vendida de sempre (quase empatada com a PlayStation em segundo lugar).

 

Quanto à atual Nintendo Switch, foi a consola mais vendida do primeiro semestre de 2019. É portátil e continua a ter comandos que se agitam no ar.

 

Para os mais entendidos na indústria dos videojogos, há uma regra de ouro: nunca descartes a Nintendo.

 

Parabéns, Nintendo! Venham daí mais 130 anos!

publicado às 12:15

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.