Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida Extra

Aventuras e desventuras no universo dos videojogos.

Vida Extra

Aventuras e desventuras no universo dos videojogos.

Esperança: Portugal muito bem representado em Overwatch 2

Imagem do mapa Esperança, de Overwatch 2, inspirado em Portugal

 

Um dos mapas de Overwatch 2 é inspirado em Portugal. Isso já era conhecido. Mas um trailer recentemente publicado pela editora do jogo, inteiramente dedicado ao mapa "Esperança", mostra o quanto os criadores do jogo acertaram na representação visual do nosso país. Isto considerando o aspeto futurista do jogo, naturalmente.

 

Há o clássico elétrico amarelo, claro. Mas há também toda a atmosfera portuguesa: as telhas laranja, os azulejos, as fachadas das casas, os monumentos, os jardins, as colinas com casas permeadas de arvoredo... E o mar.

 

 

Não é com frequência que vemos Portugal representado como cenário em videojogos. Muito menos com o cuidado e atenção ao pormenor que este mapa demonstra. É de se tirar o chapéu aos criadores e artistas da Blizzard.

 

A música é que me pareceu um bocadinho "ao lado", mas não me vou queixar.

 
publicado às 12:24

Stray: o videojogo preferido dos gatos

Acabado de sair para PlayStation 4, PlayStation 5 e PC, Stray é um jogo com um visual soberbo, que nos coloca na pele de um gato extraviado. O nosso herói de quatro patas terá de percorrer uma cidade decrépita, habitada exclusivamente por robôs, na tentativa de voltar a casa.

 

Imagem promocional do jogo Stray

 

Mas não é apenas o aspeto visual do jogo que chama a atenção. O cuidado colocado na animação do gato protagonista é extremo. Todos os seus movimentos têm uma naturalidade impressionante, que roça a perfeição. A prova? As reações dos gatos reais ao verem os seus donos jogar Stray. É digno de se ver e, como sabem, a internet foi inventada para ver vídeos de gatos.

 

Fiquem com alguns exemplos do Twitter abaixo. Não têm que agradecer. E se quiserem mais visitem, por exemplo, a conta @CatsWatchStray.

 

 

 

 

 

 

 

Já estão derretidos? Lembrem-se que há muitos animais abandonados. Se têm amor para dar, visitem um abrigo para animais e considerem adotar um.

publicado às 15:45

A fina arte da mangueirada

PowerWash Simulator é um jogo com um conceito idiota, mas tão satisfatório que é uma experiência zen.

 

PowerWash Simulator - logotipo

 

Está longe de ser o jogo com o conceito mais ridículo (já falei aqui de um jogo para dormir e outro sobre fazer xixi), mas é definitivamente básico. PowerWash Simulator consiste simplesmente em lavar coisas à mangueirada.

 

Só que básico não significa mau. Mesmo não sendo um exemplo de qualidade gráfica fotorrealista (longe disso), o aspeto visual é cuidado e cheio de atenção ao pormenor. Vejam, por exemplo, o carro com pegadas de gato no capot e um "lava-me" escrito a dedo na poeirada, mostrados no trailer.

 

 

E há uma sensação tão boa em remover pouco a pouco toda a sujidade dos vários cenários e objetos, até os deixarmos a brilhar. Talvez ainda mais porque estamos a viver uma das maiores vagas de calor de que há registo e vemos o país assolado pelos incêndios.

 

Poupem água, protejam-se do Sol e, se tiverem oportunidade, experimentem o PowerWash Simulator e relaxem.

publicado às 15:35

Uncharted: Finalmente uma boa adaptação de jogo a filme?

Imagem promocional do filme Uncharted

 

Os jogos da saga Uncharted são dos mais cinematográficos de sempre. Mas as adaptações do videojogos ao cinema têm um historial... digamos... maioritariamente mau. Será desta que temos um filme realmente bom e realmente fiel ao jogo em que se baseia?

 

Vejamos o trailer:

 

 

Está com ótimo aspeto, sim senhor.

 

Tom Holland (popularizado no papel de Homem-Aranha nos filmes da Marvel) parece estar bem na pele de uma versão mais jovem de Nathan Drake, o herói dos jogos. A participação de Mark Wahlberg e Antonio Banderas reforçam o bom sentimento em relação ao filme. E é um bom sinal o facto da PlayStation e da Naughty Dog (os criadores do jogo) se terem mantido envolvidas desde o início neste projeto de adaptação ao cinema.

 

Apesar da ação do filme ter lugar numa linha temporal diferente, em que a personagem principal é mais nova, muitas das cenas são claramente decalcadas dos videojogos. Em particular a fabulosa sequência no avião de carga, que podem ver abaixo, no trailer de Uncharted 3.

 

 

Quando afirmei que os jogos da saga Uncharted são dos mais cinematográficos de sempre, é por causa dos muitos momentos como o que podem ver nesse trailer. E também pela narrativa e diálogos excelentes que os jogos sempre tiveram.

 

Se o filme vai estar à altura ou não, teremos de esperar para ver. O mais recente filme Tomb Raider parecia ótimo nos trailers, mas depois saiu caca.

 

Quanto ao filme Uncharted, na pior das hipóteses teremos sempre a curta metragem com Nathan Fillion.

publicado às 16:46

Morpheus está morto, aconteceu no jogo

Imagem de The Matrix Ressurections

 

Um dos mais emblemáticos universos da ficção científica está de volta. As personagens principais também, exceto uma. Mistério? Talvez não. É que a Matrix é mais do que os filmes.

 

(Nota: Este texto contém spoilers sobre os filmes The Matrix. Mas já lá vão 18 anos, não deve ser problema. Quero dizer... vocês também já sabem que o Darth Vader é pai do Luke, certo?)

 

 

 

Depois da trilogia The Matrix ter chegado ao fim, parecia claro que nunca haveria mais filmes. Mas passados 18 anos chega o trailer de The Matrix Resurrections. Keanu Reeves está de volta como Neo e Carrie-Anne Moss retoma o papel de Trinity. Lawrence Fishburne - o Morpheus original - não aparece. Em vez dele temos Yahya Abdul-Mateen II, no que parece ser uma versão mais jovem da personagem ou talvez alguém diferente (embora o ator já tenha entretanto confirmado que se trata de Morpheus).

 

Então, o que aconteceu a Morpheus?

 

Não é mistério. Muito simplesmente, Morpheus morreu nos acontecimentos que se seguiram a The Matrix Revolutions, o último dos três filmes. Mas... se não houve mais filmes, "onde" é que isso aconteceu?

 

Bem, aconteceu na Matrix. Na simulação. Ou seja, no videojogo.

 

Depois do último filme, o "universo" Matrix continuou no jogo The Matrix Online. E este jogo não era apenas uma adaptação dos filmes feita para obter mais algum lucro, era oficialmente a continuação da história, protagonizada e influenciada pelos próprios jogadores num universo online partilhado (aquilo que nos videojogos se chama um MMO: "Massive Multiplayer Online").

 

Capa de The Matrix Online

 

E esta ligação das histórias entre diferentes meios foi uma constante no universo de The Matrix. O prólogo do segundo filme pode ser visto na coleção de curtas metragens de animação "The Animatrix", onde também vemos pela primeira vez algumas personagens que aparecem depois nos filmes. E a ação do jogo "Enter The Matrix" decorre ao mesmo tempo que a do segundo filme, contando partes da história que não apareciam no grande ecrã.

 

Estas outras narrativas sempre foram propositadas e canónicas: faziam parte oficial da história de The Matrix. Eram um entrosamento direto e pensado entre os vários meios, que ainda hoje raramente vemos.

 

No jogo The Matrix Online, Morpheus morreu. Talvez por isso não vemos Lawrence Fishburne como Morpheus no novo filme. Seria certamente uma respeitavel dedicação a todo o histórico do franchise, em todos os meios.

 

Por outro lado, Neo e Trinity também morreram no final de The Matrix Revolutions. E aparecem no novo filme. Portanto... não sei. Mas pareceu-me uma boa desculpa para recordar o genial cruzamento entre os filmes e os videojogos que The Matrix conseguiu fazer.

 

Se quiserem explorar mais este tema, o site Polygon tem uma descrição mais detalhada dos acontecimentos no jogo The Matrix Online e do final de The Matrix Revolutions.

 

E lembrem-se: "tudo o que estou a oferecer é a verdade, nada mais".

publicado às 12:53

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.