Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vida Extra

Aventuras e desventuras no universo dos videojogos.

Vida Extra

Aventuras e desventuras no universo dos videojogos.

No Dia da Criança, compra jogos para maiores de 18

Com o aproximar de 1 de junho, sucedem-se as promoções do Dia da Criança de centros comerciais e grandes superfícies. E do que é que as crianças gostam? De brinquedos, de livros infantis, de filmes de animação... e de videojogos, claro.

 

Notem que não escrevi "videojogos para crianças" mas apenas "videojogos". E fi-lo por duas razões: porque, por um lado, de facto os videojogos costumam ser apelativos para os mais pequenos independentemente da sua temática, e por outro porque parece que ainda há pessoas que acham que videojogos são uma coisa de crianças.

 

A prova? Esta campanha online de uma conhecida cadeia de grandes superfícies, que a propósito do Dia da Criança oferece 20% de desconto na compra de videojogos:

 

Imagem de pormoção do dia da crianca com títulos para maiores de 18

 

Repararam no problema? Dos primeiros 6 títulos em destaque, 4 são para maiores de 18 e 1 é para maiores de 16. Nenhum deles é recomendado para crianças.

 

Navegando pelas páginas do site, de 40 títulos da PlayStation 4 em promoção apenas 7 são adequados a menores de 12 anos. Mais de metade, 23, são para maiores de 16 ou maiores de 18. Safam-se as promoções de jogos para plataformas Nintendo, onde encontramos jogos no máximo para maiores de 12. Mas o problema é que a PlayStation 4 é a plataforma que é destacada em primeiro lugar e aquela que tem mais jogos em promoção.

 

Eu não sou nenhum radical das classificações etárias. Não acho que se deva proibir em absoluto o acesso de crianças a jogos ou filmes classificados um pouco acima da sua idade. Mas é algo que tem de ser analisado caso a caso, com consciência, pelos pais. Não é algo que se deve promover ativamente, sem nexo, a propósito do Dia da Criança. O mais importante é o acompanhamento dos pais e o diálogo com os filhos.

 

Mas esta promoção parece sobretudo fruto de um desconhecimento total do que são os videojogos.

 

Não consigo imaginar alguém lembrar-se de fazer uma promoção de filmes relativa ao Dia da Criança onde inclua filmes selecionados aleatoriamente, colocando nos lugares de topo filmes de terror ou de temáticas adultas. Idem para os livros. Há filmes e livros sobre todo o tipo de temáticas e para todo o tipo de públicos. Porque carga de água é que nos dias de hoje ainda há quem ache que no caso dos videojogos isso não se aplica também?

 

E no limite, à falta de conhecimento sobre o tema, bastava olhar para os selos das capas dos jogos a dizer que são para maiores de 18.

publicado às 12:04

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.