Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Vida Extra

Aventuras e desventuras no universo dos videojogos.

Vida Extra

Aventuras e desventuras no universo dos videojogos.

Kill Gary - Os maus da fita

Hitman é uma série de videojogos onde vestimos a pele de um assassino a soldo - o Agente 47 - com a sua característica cabeça rapada e código de barras tatuado na nuca. A personagem já teve duas adaptações ao cinema, com qualidade discutível.

 

O mais recente jogo saiu em março, mas está a ser publicado num formato "série de televisão". Que quer isso dizer? Em vez de ser lançado o jogo completo de uma só vez, vão saindo missões mais ou menos de mês a mês. As missões podem ser compradas à parte por uma fração do que custa habitualmente um jogo completo.

 

O conceito é interessante, sobretudo porque baixa significativamente a principal barreira à compra de um jogo: o preço. Um jogo novo, de elevada produção, para consolas, custa à volta de 70€. É muito dinheiro para um jogo que podemos até não gostar depois de o experimentarmos.

 

E a primeira missão do Hitman, quanto custa?

 

15€. Por apenas 15 euros podem adquirir a primeira missão e a missão de treino. Se gostarem podem ir comprando as missões seguintes por 10 euros cada. Assim não há desculpas para não comprarem o jogo.

 

Mas, melhor ainda, também há uma aposta clara da editora do jogo na qualidade do seu produto: se o jogo não for realmente bom ninguém vai querer comprar as missões seguintes. E por isso mesmo aplaudo a iniciativa.

 

"Antigamente" havia editoras a publicar jogos no modelo shareware, em que uma primeira parte do jogo era disponibilizada gratuitameinte e depois quem gostasse podia comprar o jogo completo, mas esse modelo praticamente desapareceu e até as "demos" - demonstrações de jogos gratuitas, com um ou dois níveis - são cada vez mais raras. Por isso esta atitude é mesmo louvável.

 

E comprar um jogo aos bocados não é uma má experiência?

 

Bem... as missões de Hitman são tipicamente estórias separadas, cada uma com as suas personagens e cenários específicos, por isso esta estrutura até se adapta bem. Noutros jogos pode não ser boa ideia e degradar a experiência, mas neste caso não há contra-indicações. Resta saber como o público vai reagir e se as vendas vão ser melhores, piores ou indiferentes neste novo modelo.

 

Exemplos recentes só mesmo em alguns jogos de aventura, como os baseados nas séries The Walking Dead e Game of Thrones, mas esses são projetos concebidos de raiz para este modelo. Hitman, por seu lado, é um jogo inteiro que a editora resolveu vender aos pedaços.

 

E quando sai o próximo episódio?

 

Pergunta errada. A questão a colocar, considerando que o jogo vai sendo lançado ao longo de meses, é: "como é que se vai manter a atenção do público durante este tempo todo?"

 

A resposta foi dada pela agência criativa responsável pela publicidade do jogo.

 

Gary Cole e Gary Busey

 

Para promover o novo Hitman foram convidados dois habituais "maus da fita" de Hollywood: Gary Busey e Gary Cole. Um deles será o alvo numa das missões do jogo. Para decidir qual deles há uma votação do público e ambos os atores vão fazer uma autêncica campanha eleitoral de "Matem-me a mim".

 

 

Os vídeos de campanha já começaram a ser publicados e cada ator tenta convencer-nos que é mais vilão que o outro ou que sabe morrer melhor.

 

OK. É um humor negro que de certeza não vai agradar a todas as sensibilidades, mas para o público-alvo do jogo acho que está muito bem conseguido.

 

Qual dos Garys terá a honra de ser assassinado pelo Agente 47? Visitem o site, ajudem na escolha e que ganhe o pior.

publicado às 10:25

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.